Skip to content Skip to left sidebar Skip to right sidebar Skip to footer

Igreja Nova do Sobral

Igreja Nova do Sobral é uma freguesia portuguesa do concelho de Ferreira do Zêzere, com 14,52 km² de área e 662 habitantes (2011). A sua densidade populacional é 45,6 hab/km².

Em fevereiro de 1159, o território que atualmente constitui a freguesia de Igreja Nova, que na altura fazia parte do distrito de Ceres, foi doado por D. Afonso Henriques à Ordem do Templo.

Até inícios do século XVII toda a área desta freguesia pertencia à primitiva freguesia de S. Pedro de Alviobeira, e o lugar do Sobral era certamente a sua povoação mais importante.

Crê-se que a instituição da freguesia de Igreja Nova do Sobral remonte ao ano de 1608, data do mais antigo assento de casamento existente no cartório paroquial.

Até 24 de outubro de 1855 fez parte do concelho de Tomar, e a partir dessa data, integrou o município de Ferreira do Zêzere.

Na área da freguesia existem vários cursos de água como a da ribeira da Lousã, a ribeira do Sobral, o ribeiro Morto, o ribeiro de Porto Moinho e o ribeiro da Azenha Nova.

Toda esta água, associada à constituição geológica dos terrenos da freguesia, permitiram o desenvolvimento de uma agricultura que desde cedo passou a ser o seu principal sustentáculo económico.

Mas o bem-estar deste povo não é encontrado apenas no trabalho, materializando-se em momentos de recreio e cultura. Há aspetos culturais na dança, no teatro, no cinema, na música, nas tradições, nas festas e nos jornais.

Na freguesia há uma associação norteada pela concretização dos seus diversos objetivos culturais, possuindo mesmo um jornal quinzenal, o “ Despertar do Zêzere “, através do qual faz chegar a sua mensagem a toda a população.

Entre junho e setembro são seis as festas nas quais este povo pode dar expressão a toda a sua alergia. Na reta final encontra-se a festa da Senhora do Ó, uma das mais antigas devoções conhecidas entre o mundo cristão.

Lugares

Água-Todo-O-Ano, Azenha Nova, Casal da Estrada, Casal da Fonte Nova, Casal da Fonte do Sobral, Casal Novo, Castelaria, Couço Cimeiro, Couço do Meio, Couço dos Pinheiros, Couço Fundeiro, Hortas, Igreja Nova, Lamaceiros, Lameiras, Mata, Matos, Meneixo, Mourolinho, Paieres, Pegados, Penedinho, Regueiras, Ribeira Barqueira, Salgueiral, Serra de Santa Catarina, Serrada Nova, Sobral e Tanoeiros.

Atividades económicas

No que se refere à vida económica local, uma parte considerável da população continua a centrar as suas atividades no setor primário, designadamente na agricultura, que se caracteriza pelo cultivo da batata e pela cultura da oliveira e da vinha.

No entanto, apesar da freguesia possuir vários recursos hídricos, não se tem verificado iniciativas de jovens agricultores, facto que tem dificultado o desenvolvimento deste setor.

A produção florestal de eucaliptos e pinheiros e a pecuária, com a criação de gado suíno, caprino e ovino, são também atividades merecedoras de referência.

O setor secundário tem registado grande investimento na freguesia, devido à instalação da Zona Industrial das Lameiras, que tem atraído diversas empresas e indústrias. A construção civil é outro dos pontos fortes do setor.

No que concerne ao setor terciário, a freguesia não se encontra dotada de serviços públicos e privados, que estão concentrados na sede do concelho. O comércio está representado por pequenas lojas de produtos alimentares, suficientes para satisfazer as necessidades da população local.

Festas e Romarias

Festa em honra do Corpo de Deus – 10 de junho
Festa em honra de São João e Santa Catarina – junho
Festa em honra de Nossa Senhora das Candeias –  2º fim de semana de julho
Festa em honra de Santo António – 1º fim de semana de agosto
Festa em honra do Divino Espírito Santo – setembro
Festa em honra da Nossa Senhora do Ó – setembro

Património

Igreja Matriz, Capelas do Espírito Santo, Capela de S. João, Capela de Santa Catarina e a Capela da Senhora das Candeias.

Outros Locais

Serra de Santa Catarina

Artesanato

Tecelagem

Orago

Divino Espírito Santo